Cursos em destaque

Publicações

Foi um sucesso o Road Show Samsung IMEDE ocorrido no dia 19 de novembro, aqui em BH. Gostaríamos de agradecer a todos...

Publicado por IMEDE Centro de Imagem em Quarta, 23 de novembro de 2016
...

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL: CIRROSE X ESQUISTOSSOMOSE

09/05/2016

A cirrose e a esquistossomose hepatoesplênica são hepatopatias crônicas muito prevalentes e são as principais causas de hipertensão portal em nosso meio.

A cirrose tem como etiologias mais frequentes as hepatites crônicas B e C e o alcoolismo. Apresenta como substrato patológico principal a necrose do hepatócito que evolue com processo cicatricial fibrótico, nódulos de regeneração e distorção da arquitetura do figado.

A esquistossomose mansônica, parasitose endêmica em nosso país, representa uma forma peculiar de doença crônica do fígado. Apresenta aspectos fisiopatológicos particulares, onde as alterações vasculares tem papel de destaque. A lesão básica da forma hepatoesplênica consequente à reação inflamatória causada pelos ovos do parasita nas paredes dos vasos portais é a fibrose periportal (fibrose de Symmers). Esta fibrose, restrita aos espaços portais, não invade o interior dos lóbulos hepáticos, preservando sua arquitetura, constituindo portanto quadro distinto daquele da cirrose.

Leia por completo

RECEBA NOSSAS PUBLICAÇÕES

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail nossas publicações e estudos de casos.